segunda-feira, 15 de novembro de 2010

FLORESCENDO

Ressurgir,

Renascer,

Brotar,

Florescer...

Soltar as amarras,

Sair da prisão,

Jogar fora os medos,

Os receios, os poréns...

Viver com amor, com ardor

Mesmo que haja dor.

É preciso deixar a terra

A semente germinou, cresceu...

É hora de viver,

De se permitir.

E como o amor-perfeito

Compor a paisagem

Do mais belo jardim

Que numa alma de mulher

Possa existir.


Zezinha Sousa

6 comentários:

Poesia do Bem disse...

Eu stou assim me desatando, pena que meu grande amor se foi, partiu, mora ai pertinho de vc! srrsrsrsrsr , mas vou vivendo a realidade pois o amor que foi não volta mais só fica no coração.Revelei pronto! rssrsr Zezinha saudades de vc! Vem ler meu blog e conferir como ando e a Alice tbm

MEUS PENSAMENTOS disse...

como é bom estravazar em poesias,colocar nelas sentimentos reais,por vezes o medo são algemas ,por vezes pura proteção ,assim ja ensinava mamãe quem não tem medo corre o risco de se machucar não é mesmo?porém só nos machucando aprendemos...
obrigada pelo carinho constante no Poesia,te mandei um email REFERENTE ao Anjos ,um bjo fique com DEUS!
td que escreves é de beleza unica,bjs!

MEUS PENSAMENTOS disse...

fico feliz que tenha aceitado e gostado,achei que o vermelho combinaria e combinou mesmo, rs .bjs!

Zé Carlos disse...

Grande poeta de Pernambuco. Tudo o que vc escreve é lindo:

"Soltar as amarras,
Sair da prisão,
Jogar fora os medos,
Os receios, os poréns...
Viver com amor, com ardor
Mesmo que haja dor."

Beijão do ZC

Ivana disse...

Olá Zezinha,
A vida é tão bonita...ela está sempre de braços abertos nos esperando para ser feliz, só depende da gente! Poema cheio de vida,com uma mensagem muito positiva, vou levá-lo para minha vida. Um abraço!

Denise disse...

Um poema redentor, uma mostra sutil da força feminina sobre as adversidades - e uma inabalável certeza de recomeços.
Achei lindo, Zezinha, singelo e forte, como acontece nas dualidades presentes no "processo viver"

No alto, à direita, localizei o selinho - que fofo! - e concluindo que as palavras devo deixar aqui, agradeço de novo pelo carinhoso mimo natalino, o primeiro a decorar meu cantinho!

Logo surgirão, em profusão, as mensagens de natal, a data que ficou tão confundida nos valores que a originaram, na minha visão. É no espírito de Natal que deixo meu desejo de uma noite de paz, celebrando a vida e o renascer de todas as esperanças. Que os sinos anunciem a fé que não morre nos corações - e que a noite receba os sonhos e os embale nas mãos divinas, amorosas e cheias de bençãos!
Um Feliz Natal junto aos teus, cheio de alegria e plena harmonia - que os anjos possam descer e tocar os corações na hora da oração de gratidão.
Um bjo carinhoso, minha amiga!

Um certo tipo de amor

Num domingo à tarde, depois de ver um filme de romance do qual não sei o título porque comecei a ver quase no final, atrevo-me a escre...