QUINTAL DE LIBERDADES



No meu baú de lembranças,
Do presente e da esperança
Trago sons, imagens,
Fantasias e realidades,
Emoções, movimentos...
E liberdade.


Trago quintais
Com seus varais
Onde o vento brinca
Com as diversas texturas e cores...
O verde das árvores,
O aroma da minha infância,
O doce da fruta colhida no pé
Brincadeiras, recordações...
O sonho...
A magia...
O canto dos pardais...


E o encantamento se faz
Leve, livre, solto...
Na alegria que brilha e brinca
No Sol dos meus quintais.


Zezinha Lins

Comentários

Terno e bucólico, Zezinha. Há tempos não passava por aqui, talvez porque você ficou muitos meses sem postar. Um beijo e obrigado pelos comments deixados no meu blog.
Minha querida

Temos sempre um baú onde guardamos tudo o que foi bom.
Lindo como sempre...tinha saudades de passar aqui.

Um beijinho com carinho
Sonhadora
Anônimo disse…
e dentro deste baú de felicidade em reminiscências que cruzam o tempo e faz o pretérito virar um presente, me deleito em versos que me surpreendem.
onde tem anônimo leia-se Mário Bróis

Postagens mais visitadas deste blog

Versos Improvisados

TUDO PASSA