terça-feira, 16 de julho de 2013

O PRÍNCIPE E A BAILARINA


Montado num cavalo branco

Belo e imperfeito como tudo ao seu redor

Como tudo nessa vida,

O principezinho cavalgava.

Entre árvores e pássaros,

Um lago tranquilo...

Um rancho...

Completavam a magia

Daquele lindo lugar

Onde a infância realmente acontecia.

 

O principezinho cresceu

Em terras distantes,

Num homem se tornou

O amor o procurava?

Ou ele procurava o amor?

E assim aconteceu o encontro

Entre o príncipe e a bailarina.

Entre véus, beijos e sonhos

Ela dança, dança, dança ...

E a vida segue seus passos

Passos da dança que encanta

Que alegra, que enfeitiça

É o amor que chegou pra ficar

O amor da bailarina.

 

Zezinha Lins

 

2 comentários:

Anônimo disse...

- e neste lindo poema; pelos versos percebe-se que não é conto de fadas, uma verdade emocionante.

Mário Bróis - Poeta disse...

anônimo é Mário Bróis

Poema sem registro

Numa folha de papel em branco Fiz de ti, poesia Versos concebidos em silêncio  Total ausência de grafia Segredos que não ouso ...