terça-feira, 1 de novembro de 2011

TEMPO





E assim vai passando o tempo
Como o vento
Que acaricia meu corpo e assanha meus cabelos
Peço que não passe
Fica e me envolve com um abraço
Não me deixa sozinha
Tua brisa fria me causa arrepios
E me faz companhia.

Zezinha Lins

5 comentários:

Denise disse...

Tempo suficiente pra deixar saudade...eis-me aqui!

Um ótimo fds pra vc, querida!

Zé Carlos disse...

Para uma pessoa querida como vc o tempo não passa Zezinha.......

A sua força é maior do que o vento e a tempestade......

Seja sempre forte e continue linda assim.......

Bjs do ZC

Marcelo Pirajá Sguassábia disse...

Tempo e vento... ambos etéreos, impermanentes, fugidios. Sensível seu poema Zezinha. Parabéns!

Malu disse...

E eu adoro divagar sobre este SENHOR que para cada um chega e vai de uma maneira.
Lindas e serenas palavras, minha amiga!
Abraços

Erika disse...

Simplesmente encantada com seu blog!!!!!!

As lágrimas de Maria

Ela é a Maria que não vai com as outras, não tem idade, tem maturidade em construção. Como muitas Marias, constrói sua estrada remov...