quarta-feira, 23 de novembro de 2011

O MURO


Do outro lado do muro
Tem liberdade,
Encontros,
Sorrisos...
Tudo é colorido
Do outro lado do muro.

Zezinha Lins

14 comentários:

Del Rodrigues disse...

Oi amiga, desculpe o sumiço...porém, meu tempo está curto e não está dando para visitar as amigas. Espero que esteja tudo bem com vc.Passei para deixar uma beijoca e ver as novidades.
Tenha um fim de semana de muita Luz! Até breve...

Marcelo Pirajá Sguassábia disse...

Que vontade de dar uma espiada do outro lado, né? O outro lado sempre é melhor.No caso do muro e na vida em geral... Grande abraço, Zezinha.

Álvaro Lins disse...

Os muros "apenas " servem para despertar o interesse de quem está do outro lado:)!
Bjo

Antonio Rubilar B. Valente disse...

Oi Zezinha...Agradeço sua visita e continuo aguardando sua participação.O seu é muito legal.Sucesso, sempre! Bjss!!!

Suzane Weck disse...

Lindo teu poema minha querida amiga.Passei para uma visitinha e desejar um ótimo fim de semana.Bjss.

Cirse disse...

Boa noite Zezinha. Não nos conhecemos,mas preciso falar com você... Quando puder, por favor, me envie um e-mail.

Desde já, agradeço.

Abraços,

Cirse

cirse.brito@hotmail.com

Severa Cabral(escritora) disse...

Que saudades querida amiga das letras!
Vc escreve muito lindo...
Hoje vim trazer um convite especial.
vá no meu cantinho comungar comigo da minha vitória da qual vc tbm faz parte.
bjssssssssssss

Sonhadora disse...

Minha querida

Estou passando para deixar um beijinho de saudades.

Sonhadora

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga Zezinha

Hoje minha visita é para agradecer
o presente que é para mim
a sua amizade,
e também desejar
um maravilhoso Natal,
onde possas encontrar nestes dias
ainda mais inspiração
para a alegria de ser feliz,
e para o milagre de fazer
quem passa por tua vida feliz.

Que o teu olhar seja a mais perfeita
luz do Natal a enfeitar o mundo.

Antonio Rubilar B. Valente disse...

Vim te visitar e deixar meu abraço,minha amizade e meus votos de um FELIZ NATAL, com muita paz, saúde e prosperidade para você e todos de sua família.BOAS FESTAS!!!

Que DEUS sempre te ilumine e te encha de bençãos por toda sua vida.
Um carinhoso abraço do amigo,
RUBI VALENTE
(Fujioka-Shi, JAPAN).

CLEMENTE GERMANO MULLER disse...

Boa tarde querida amiga ZÉZINHA.

Estivemos juntos por mais um ano, para minha alegria, no blog, no facebook, no orkut, no e-mail, não importa, eu agradeço.

Há de ser o Natal um grande momento de paz. Há de ser o Ano Novo um tempo de amor.

Que a paz, o amor e a harmonia permaneçam em seus corações e seus lares.

Quando em minhas preces, agradeço por vocês existirem na minha vida, enxergo minha pessoa, tão frágil, tão “comum”, tão indignada com as coisas do mundo e me pergunto,como cheguei a vocês?

Sem planejar, até mesmo sem perceber, aumentou minha família.

Escuto um eco enorme à minha pequena voz... vocês apareceram na minha telinha, tão natural, tão espontâneo!

Chego a pensar que sempre foi assim. É assim!!!

Percebo ainda, que falamos em

Anas, Josés, Cecílias, Beths, Carminhas, Marias essa e aquela, Edisons, Eloys, Fátimas, Veras e tantos outros, como pessoas de minha maior convivência, na mesa do jantar, ou mesmo almoço.

Quero desejar agora;

Da minha família para a sua família, um FELIZ NATAL.

FELIZ ANO NOVO.

Que a paz do Natal se multiplique no ano que se inicia.

Obrigada por fazerem parte da minha vida.

DEUS os abençoe.

FIQUEM COM DEUS.

Zé Carlos disse...

Grande poeta Zezinha.

Vc continua grande na sua arte de encantar com palavras.

Saúde e felicidades, Zé Carlos

Vilhelm disse...

Feliz Natal! Zezinha:)

É parte de um Natal de amor com seus entes queridos!

Del Rodrigues disse...

Oi amiga,saudades.... faltam três dias para o novo ano...Desejo a você: 365 dias de Felicidade;
52 semanas de Saúde e Prosperidade;
12 meses de Amor e Carinho;
8760 horas de Paz e Harmonia;
Que neste novo ano você tenha 2012 motivos para sorrir...
Beijos
Paz e Luz !!

Delfina
http://ler-com-prazer.blogspot.com
http://escola-lais-netto-dos-reis.blogspot.com

Poema sem registro

Numa folha de papel em branco Fiz de ti, poesia Versos concebidos em silêncio  Total ausência de grafia Segredos que não ouso ...