sábado, 4 de junho de 2011

SÁBADO



Sábado,
Ainda é cedo
Eu, Deus e a chuva...
Olho da janela,
Ouço... 
É música para os ouvidos
Cai fina e constante...
Um friozinho bom...
Abraço a mim mesma

Aqueço-me


Zezinha








4 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida

Por vezes abraçarmo-nos e ficar assim quietas é tão bom.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Beatriz Prestes disse...

Vim compartilhar do teu sábado aqui tbém...rs
Sentir o perfume da tua poesia demais linda minha amiga!
Beijo carinhoso
Bea

Mário Cravo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Zezinha Lins disse...

Feliz!

Poema sem registro

Numa folha de papel em branco Fiz de ti, poesia Versos concebidos em silêncio  Total ausência de grafia Segredos que não ouso ...