sexta-feira, 24 de junho de 2011

EM PALAVRAS.... MELLISS




 Mergulhar nas emoções dos teus poemas,
É caminhar entre flores no jardim da poesia...
Assim... Quase um Conto de Fadas.
Entre as linhas dos teus versos, mostras teus mais belos sonhos...
E agora, voltas de mansinho
Neste azul profundo que emoldura teu mundo.
Na alma trazes um ramalhete de Sol
Que dá luz infinita ao passado em ti tatuado,
Ao presente que Deus te oferece a cada dia
E ao futuro que já se enfeita como milhões de estrelas em noite de luar.
As flores do campo e as laranjeiras em forma de amigos
Com um perfume embriagante
Enche de vida teu vago olhar,
A alma canta, o coração se alegra...
Quanta vida, tanta cor...
Deus, tudo pode.
Como uma dama da noite, põe teus brincos de rainha
Momento de beleza, numa noite linda
Fechas os olhos e sonhas,
Depois... Oferta-nos teus sonhos em forma de poesia

Zezinha Sousa

8 comentários:

Marly Bastos in "palavreados ao vento" disse...

Que lindo agradecimento em forma de poesia Zezinha!
Parabéns querida.
Um sábado maravilhoso para você.

Zé Carlos disse...

Parabéns garota, pelos dois motivos, a beleza de seu poema e a homenagem à Melliss, amiga tão querida e precisando de muita saúde.
Deus te abençôe.... Bjs do ZC

isa disse...

Linda homenagem a alguém especial.
BFS.
Beijo.
isa.

Marcia disse...

Obrigada Zezinha por aceitar o convite da corrente do bem fiz uma nova postagem para deixar ate segunda poderia deixar la seu link novamente apoiando .
O link ja esta no mural obrigada!Sei que partilhamos do mesmo carinho por nossa fada azul1 bjs!

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Quem dera
que todos
aprendessem
a maravilhosa alegria
de se mergulhar
em um poema...

Vida plena em teus dias.

Alberto Afonso disse...

Feliz da poetisa que recebe elogios em versos tão bonitos...
Um grande abraço.

Fátima Guerra (Mellíss) disse...

Zezinha

Sim, querida eu vi uma fada vestida de azul, enfeitada de sol, perfumada de ternuras: era vc.
Veio trazendo a poesia como paisagem, enfeitando meu dia com o filete dourado da amizade, bordando o momento encantado para mim.
Nada fiz para merecer tanto, mas a generosidade é de quem dá e nem sempre corresponde ao exato mérito de quem recebe.
Não tenho palavras para agradecer mas minha alma reverencia a sua, meu carinho se faz seu.
Muito obrigada.
Tive um AVC na região osciptal, perdi a visão e o movimento dos membros inferiores, porém estou recuperando graças a Deus.
Veja em que situação seus versos me encontraram e o quanto foram de valiosa importância.
Deus lhe pague.
Beijos e beijos.

Fátima Guerra.

Mário Cravo disse...

Oi Zezinha!!!
Lindo poema dedicado a Melissa.
Beijinhos ocenicos e tudo de bom...

Um certo tipo de amor

Num domingo à tarde, depois de ver um filme de romance do qual não sei o título porque comecei a ver quase no final, atrevo-me a escre...