sexta-feira, 29 de abril de 2011

O BAILE DOS SONHOS



 O vestido era simples e elegante,
negro, cor da noite.
Um decote um pouco ousado
Seus seios eram os bordados.
Um tecido leve, quase transparente
Nada se via,
Mas ele a olhava e seu olhar fascinado o traia
                      Com aquele brilho intenso, de quem tudo via.
Os pés quase nus, umas sandálias os contornavam
Saltos altos e elegantes.
Passos leves...
Flutuava...
 Maquiagem leve,
Realçava no rosto a felicidade
E os cabelos curtos
 deixavam a nuca  em liberdade.
Ela entra no salão, o baile já começara
Ele pára, olha, hesita, pensa:
Ela é um sonho? Ou é real?

Ele ousa, fita-a, já não consegue desviar
Aproxima-se e a convida pra dançar.

Ela se deixa abraçar, se deixa levar
A música os embala, os embriaga...
Parece um sonho
Dois corpos unidos, num só ritmo...
O perfume... O calor... O toque...
Ela sente a respiração quente na sua nuca
 Arrepia-se, entrega-se,
Aquela dança,
Aquela noite é só magia
Ele então descobre o principal.
Ela é mais que um belo vestido
Com um decote sensual,
Ela é no mínimo um perigo
Que ele nunca viu igual.

Inspirado no poema “O Principal” de Silvana Duboc

8 comentários:

Dani disse...

Gostei muito do poema; bem inspirado (:

Bjss :*

Zé Carlos disse...

É Zezinha, poetas como você existem muito poucas, vc tem uma suavidade que encanta.

Beijão do ZC

Marly Bastos in "palavreados ao vento" disse...

Bela adaptação querida!
Adorei.
Bom fim de semana

Sotnas disse...

Olá Zezinha, que tudo esteja bem contigo!
Ainda que inspirado em outro texto, neste escrito há mais de você!
Apesar de sermos todos iguais, é como dizem uns são mais iguais que os outros, o que digo é que sua sensibilidade é única, sendo assim há neste texto detalhes que somente você fez, com suavidade e leveza com que sempre constrói seus poemas e textos, e que sempre gostamos de ler. Parabéns por mais este belo texto!
Desejo a você e todos ao redor muitas felicidades sempre, feliz demais por suas visitas e carinhosos comentários deixo por enquanto um grande abraço e até mais!

Beatriz Prestes disse...

Ai que lindo!!
Versos impecáveis descrevendo a noite perfeita!!
Beijos amiga que amo!!
Bea

Jorge Luis disse...

Muito obrigado por sua visita.

Olha e eu acredito que se possa ganhar com os origamis, tipo numa festa de aniversário, etc, usando os origamis como lembrancinhas.

Pense uma festa com 500 convidados, que tenha encomenda de bichinhos (lembrancinhas) de origami, cada um no valor de 1 real, ou mais (com o custo incluso). Lembrando que isso é uma festa só, imagine umas 30, 60, 100 por mês. Vai render mais de 10 mil no mês no mínimo.Ainda tem casamento, festa de empresa, etc.

Lembrando que são mais ou menos 2000 origamis que eu vou colocar, por enquanto, pode passar disso. Falta é tempo, rsrsrs

Mas vocês pode ver que tem mais que isso no blog, artesanato, e material para pedagogia.

Indique o blog para mais pessoas que gostem também.

Um abraço, e fique com Deus.

Ah! Tem esse blog onde você pode achar livros de pedagogia

http://pedagolivros.blogspot.com/
e
http://patristicabrasil.blogspot.com

Blog com história da igreja, desde o século 1. Esses documentos são cristãos, e abarcam 99,99% da historia da igreja, fora esses não a quase nada. Para melhor entendimento da importância desses, diria que sem esses documentos a historia da cristandade perderia seus primeiro 10 séculos de vida, ou seja, é como a igreja nunca estivesse existido (fora os registros da bíblia).

Marcelo Pirajá Sguassábia disse...

Dança, sensualidade, paixão e um perigo iminente guardado para o final. Gostei, muito Zezinha.

Obrigado pelo comentário pra lá de generoso no meu blog. Abraços!

ॐ Shirley ॐ disse...

Lindo, Zezinha! E que terapia é dançar, é uma delícia. Beijos.

Um certo tipo de amor

Num domingo à tarde, depois de ver um filme de romance do qual não sei o título porque comecei a ver quase no final, atrevo-me a escre...