sábado, 2 de abril de 2011

MINHA FLOR

Vem...
Encosta-te a mim
Sentes minha pele
Aveludada, igual a tua.

Sentes meu carinho...
Aproxima-te mais de mim...

Ah... Não podes?
Também não posso daqui sair.
Temos raízes
Que nos fixam num só lugar.

Mas... Esticas o teu corpinho...
Vem...
Encosta-te a mim
Só um pouquinho...

E eu já serei feliz.


Zezinha Sousa



3 comentários:

manuel marques disse...

Do teu sorriso de mulher nasceram as flores e o teu poema dispersando o pólen ,faz uma boda universal.

Beijo meu.

Zé Carlos disse...

"Sentes meu carinho...
Aproxima-te mais de mim..."

É o sonho que sempre tive e no entanto não consegui alcançá-lo.

Bjs do ZC

ana vitoria santos silva disse...

Naõ costei

Tecelã do Tempo ( Resenha )

Fonte: blog Pedagoga Literária. https://pedagogaliteraria.blogspot.com.br/ Livro:  Tecelã do Tempo Autora:  Zezinha Lins Editora: ...