domingo, 1 de agosto de 2010

UM DIA DE DOMINGO

Vamos sair por ai, sem hora pra voltar

Sem compromisso com nada, nem com ninguém

Sentar num banco de praça e jogar conversa fora

Falar de coisas sérias, de coisas triviais,

Falar de amor, de sonhos...

Vamos sorrir... Cantarolar canções antigas...

Passear entre as flores,

Rodopiar num abraço apertado

Ver o sol se por, esperar a lua cheia

E se surgir uma estrela cadente

Fazer um pedido caliente.

E assim, felizes

Vamos nos encontrar de novo

E fazer de cada encontro

Um dia de domingo.


Zezinha Sousa



4 comentários:

Zé Carlos disse...

M.J. Vc leu meu e-mail, antes de escrever este texto?

Apostos que sim.

Beijos minha menina querida, seu ZC

Denise disse...

Tema, poema, imagem...tudo lindo!!
Beijos, Zezinha. Uma super semana pra vc, querida!

Zezinha Sousa disse...

Pois é, Zé Carlos, no e-mail vc falou como gosta da vida nas cidades do interior, esse poema eu já havia feito, mas me inspirei justamente num típico dia de domingo numa cidade do interior, aquela coisa de sentar num banquinho de praça pra conversar.

Obrigada pelo comentário, Denise, vc sabe quanto godto de recebê-la aqui. Bjos!!!!

Poesia do Bem disse...

Lindo, lindo! Amiga Zezinha como é bom estar com os amigos, passear, viajar estar em paz não é? seja semana ou dia de domingo sempre estar de bem com a vida. Bjsssssssssss

Um certo tipo de amor

Num domingo à tarde, depois de ver um filme de romance do qual não sei o título porque comecei a ver quase no final, atrevo-me a escre...