sábado, 23 de maio de 2009

GLÓRIA NAS ALTURAS E PAZ AOS HOMENS DE BOA VONTADE


Costuma-se falar muito de Educação de Qualidade de uma maneira muito abstrata, como se a falta dela fosse sempre culpa dos "outros". Mas quem são esses "outros"? Por acaso são os professores?!!!

Como pensar em Educação de Qualidade, quando dentro das próprias escolas o que se vê no dia a dia são confrontos, discursões, eu mando você obedece, faça o que eu digo mas não faça o que eu faço...

Qual o exemplo de união, de colaboração, de humanidade, de profissionalismo, de liderança democrática que os nossos alunos acompanham todos os dias nas escolas? Ou pensam que eles não percebem o que acontece?

Pensar em Educação de Qualidade como algo que só começa melhorando os conhecimentos sistemáticos dos alunos, é engano. Ela deve começar de cima, através de uma mudança de postura dos nossos líderes. E acabar com essa conversa de que:
"A educação precisa melhorar e para que isso aconteça, me obedeçam, não quero saber de conversa e ponto final."

Nenhum comentário:

Um certo tipo de amor

Num domingo à tarde, depois de ver um filme de romance do qual não sei o título porque comecei a ver quase no final, atrevo-me a escre...