segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Tecelã do Tempo ( Resenha )

Fonte: blog Pedagoga Literária.
https://pedagogaliteraria.blogspot.com.br/



Livro: Tecelã do Tempo
Autora: Zezinha Lins
Editora: Scortecci
Nº de págs.: 109
Ano: 2017






SINOPSE:

Na década de 60, numa cidade do interior, histórias reais acontecem e se entrelaçam como a trama de um tecido. Versejando e proseando, a personagem despe-se da discrição, algo tão característico da sua personalidade, e narra sua vida como quem sacia a sede de libertar-se dos fantasmas do passado. Muitas histórias em uma. Contrastando com a quietude da cidade, as personagens vivenciam aventuras em alguns momentos turbulentas e perigosas, outros envolvidos na magia bucólica da cidade. O alcoolismo, a fuga para a cidade grande, a importância dos avós no âmbito familiar, o amor antes da hora, o conflito de sair da zona de conforto, o encontro consigo mesma, a convivência com a solidão e a superação são apresentados como vida que flui ao longo dos anos. Projetando-se na linha do tempo, acontece o encontro e o diálogo entre a menina do passado e a mulher do presente, a mesma pessoa em momentos diferentes: o acerto de contas.

RESENHA:

De uma forma bem sutil, esse livro é composto não só de poesias mais também de prosa onde a autora inspirada na prosa tece sua poesia de uma maneira delicada e criativa ao mesmo tempo.

São prosas  da sua vida passada , desde a sua terra natal  até os dias de hoje .
Ela fala da vivência em sua cidade Glória do Goitá em Pernambuco e vai decorrendo com histórias de sua infância, daquela época de 60, de como era calmo viver naqueles tempos que até dormíamos de portas abertas, os únicos ladrões que tinham eram os ladrões de galinha, isso tudo até o progresso chegar trazendo consigo  a violência 
As brincadeiras infantis da época, no terraço e no quintal, os bailes locais, a luta  da ida para a cidade grande, os amores e desamores dos parentes, tudo isso é proseado de maneira leve e agradável.
Em  cada tema da prosa, ela tece com sabedoria e maestria seus versos encantadores que tocam profundamente o leitor.
Ao concluirmos a leitura , vemos a superação da autora e de seus personagens ,que olha para o seu passado e dali tira grandes lições, e é isso que ela tenta passar para os leitores também, olhar para o passado sem algozes, mesmo que  ele tenha sido muito difícil .

Ler esse livro é regressar ao nosso passado, a nossa cultura, aos nossos costumes, ao tempo em que tudo era movido pela simplicidade, pela paz, tudo era perfeito.

O livro é um misto de emoções, pois cada tema abordado se intercalando com as poesias, despertam no leitor turbilhões de sensações diferentes.

A diagramação está perfeita, a capa condiz exatamente com o livro, e o que me chamou atenção ao escolher esse livro foi exatamente a capa e o título, ( coisa de artesã , rs) , daí quando li a sinopse e vi que era prosa e poesia, vi que não iria me arrepender, pois é um livro lindo, daqueles que você tem que carregar sempre consigo e reler sempre que puder.

Nenhum comentário:

Poema sem registro

Numa folha de papel em branco Fiz de ti, poesia Versos concebidos em silêncio  Total ausência de grafia Segredos que não ouso ...