MEU ANJO

De repente ele surgiu,
Veio junto com a Primavera...
Palavras doces,
Ombro amigo...
Trouxe esperança e alento
Para um coração triste e sofrido.
Sorriso fácil, olhos de estrelas
Coração bom, jeito de menino.
Chegou e me cativou
Olhou pra mim e me enxergou
Não só por fora, mas também por dentro
Com a inteligência de um homem
E a sensibilidade de um Anjo.
E como a Primavera
Trouxe luz, alegria
E esperanças renovadas
E um arco-íris bonito
Recomeço a colorir
Através das nuvens claras
Meu anjo chega e logo me faz sorrir.


Zezinha Sousa

Comentários

orvalho do ceu disse…
Olá,querida
A suavidade com que foi descrito o anjo só podia inebriar a nossa alma... Imagino como se sente!!!
Um abraço de paz e alegria.
Zé Carlos disse…
Que bom vc ter encontrado este anjo que te fez tão bem!!!!!!

Beijão do teu amigo, ZC
Anônimo disse…
Um dia,no passado, amiga Zezinha, fiz um poema para meu Anjo da Guarda. Lendo esta beleza que você escreveu,lembrei-me disso. Vou encontrá-lo e mandarei para você. Abraço do seu amigo
Théo Drummond

Postagens mais visitadas deste blog

Versos Improvisados

TUDO PASSA