domingo, 14 de fevereiro de 2010

SEMPRE MENINA





Percorro as alamedas
Intrigada com a mutação
Transformações discretas
Resultados centenários
Que para tantos
Passam desapercebidos
Enormes rachaduras no chão
Fazendo emergir raízes
Que em contato com a umidade
Adoçam a minha respiração
Olho estes pequenos detalhes da vida
E num repente, passo a recordar
Reviver aquela menina
Que vasculhava formigueiros
Investigava insetos em troncos velhos
Aquela menininha
Que tinha um universo inteiro
Compactado em seu jardim
A cada dia, aconteciam novas missões
Curiosidade, muita vida
Pressionadas pelo mundo novo
Que crescia na minha alma de menina

Beatriz Prestes

4 comentários:

Pérola disse...

É vc amiga?
Ai q fofa.
Amei.
Uma linda noite.
beijokas.

Zé Carlos disse...

Menininha linda.....

Beijão do teu amigo, ZC

Antônio Luiz Gomes disse...

Fiz um comentárioantes ,mas não sei se foi enviado.De qualquer forma segue este agora:
Gosteiode voC~e e de seu blog.Também sou Pernambucano. Nasci em São Bento do Una,mas moro em Goiânia desde os 18 anos. Meu hobbie é escrever,e aqui é uma boa vitrine.Seguirei você de agora em diante.Antônio. 15/02/20010.

Beatriz Prestes disse...

Ah minha amiga..............
Que surpresa mais tocante e linda!
Estou demais emocionada! Este teu gesto é um presente que não consigo colocar em palavras o que sinto!
Obrigada minha querida por fazer da minha poesia um pouco da tua vida!
Te adoro muito minha amiga querida
Beijo com carinho
Bea

Tecelã do Tempo ( Resenha )

Fonte: blog Pedagoga Literária. https://pedagogaliteraria.blogspot.com.br/ Livro:  Tecelã do Tempo Autora:  Zezinha Lins Editora: ...