quinta-feira, 26 de abril de 2018

Precaução



Vesti o engano de uma tarde de verão.
Com o frescor de uma manhã de primavera,
Realcei as ilusões.
Lentamente despertei,
Perdida num emaranhado de inverdades.
Me recolhi, noites frias de inverno.
Sem mais ilusões,
Vivo cada dia como se fosso o último.
Sem arroubos, sem festim
Com solidez e resguardo
Cultivo a resistência,
Flor espinhosa,
Preservada de outros enganos
De outras tardes de verão.

Zezinha Lins



Livro Partes do meu todo

Um pouco mais sobre sobre o livro Partes do meu todo é um livro diferente de tudo o que você já leu. Já no texto de orelha a obra ...