sábado, 15 de outubro de 2011

sábado, 8 de outubro de 2011

O CORAÇÃO E A RAZÃO


Sou céu, sou ar, sou terra...
Natureza viva em plena Primavera.
Grama molhada pelo orvalho da noite
Lavam meus pés.
Caminho pela vida descalça, desarmada...
Asas de borboletas num coração inquieto
Pronto pra voar
Mas...
A razão me prende ao chão
Perto das flores,
Longe da vertigem do vôo.
Olho para o céu,
Respiro o ar,
Sonho...
E permaneço na terra.
Mas nunca vou desisti de voar.

Zezinha Lins

Poema sem registro

Numa folha de papel em branco Fiz de ti, poesia Versos concebidos em silêncio  Total ausência de grafia Segredos que não ouso ...