domingo, 31 de julho de 2011

Despida

Despida
De tristezas,
De paixões,
De ressentimentos
E ilusões,
Busco a luz
E encontro...
Na serenidade,
Na capacidade de amar
Sem esperar nada em troca,
Na paciência de saber esperar,
Na esperança de poder recomeçar,
No desejo cada vez mais crescente
De vencer os desafios
E assim me libertar.

Zezinha Lins


quarta-feira, 27 de julho de 2011

SONHO...

Quero beber meus sonhos
 Devagar...
Sentir seus sabores...
Depois voltar a sonhar...


Zezinha Lins

quinta-feira, 7 de julho de 2011

UM ABRACINHO



Ei, você aí...
É você mesmo...
Você que está lendo estas linhas,
Escute com os olhos e com o coração:

Eu amo você!!!!

Assim, de graça...
E com graça.

Meu amor é como a brisa do mar
Abraça a todos que abrem os braços
E se deixam abraçar...

Posso te dar um abraço?



As lágrimas de Maria

Ela é a Maria que não vai com as outras, não tem idade, tem maturidade em construção. Como muitas Marias, constrói sua estrada remov...